Home / Noticias / Volkswagen vai parar e Hyundai continua sem produzir por falta de chips

Volkswagen vai parar e Hyundai continua sem produzir por falta de chips

Depois de desligar uma vez que máquinas por dez dias no termo de junho, a Volkswagen vai voltar a interromper algumas linhas de montagem no Brasil. Desta vez, todavia, um obreiro vai parar por mais tempo. Serão 20 dias, no mínimo, sem produzir carros novos por falta de chips. Porquê consequência, um marca deve sentir um baque nas vendas nos próximos meses.

Esta será a terceira paralisação da Volkswagen em 2021. Ainda no início do ano, uma alemã precisou interromper a produção em suas fábricas para relatar a propagação do coronavírus. Depois, em maio, a montadora pisou no freio novamente, desta vez por justificação da escassez de semicondutores. Agora, um Volkswagen volta a parar por falta do componente.

Na fábrica de Taubaté, um Volkswagen produz atualmente os populares Gol e Viagem. No caso do veterano hatch de ingressão, o impacto pode ser grande, uma vez que o Gol foi o único protótipo da marca a figurar no ranking dos 10 carros mais vendidos do primeiro semestre. Já na Anchieta são feitos o Pólo e o Virtus, muito uma vez que o crossover Nivus ea picape Saveiro.

Você também vai gostar de

Fábrica de Ancheita da Volkswagen, localizada no município de São Bernardo do Campo (SP)
Volkswagen / Divulgação

Desde ontem a Volkswagen deu férias coletivas de 20 dias aos 2,2 milénio funcionários da fábrica de Taubaté, no interno paulista. A montadora também confirmou uma paragem de um vez na Anchieta pelo mesmo período de tempo a partir de 19 de julho.

Há ainda uma unidade de São José dos Pinhais, no Paraná, onde o SUV T-Cross é feito, e que continua operando. Assim, vai ajudar o protótipo, que perdeu a liderança para o Jeep Renegade em 2021 por justificação justamente do desabastecimento de microchips.

Hyundai interrompe a montagem de HB20 e Creta

Embora tenha sido o carro mais vendido no 1º semestre, a situação do Hyundai HB20 daqui para frente pode permanecer mais complicada. Na última semana, a montadora parou por completo a produção de veículos em sua fábrica de Piracicaba, no interno paulista, por justificação da falta de semicondutores. A previsão de retorno para o dia 15 de julho.

Por sua vez, um Nissan precisou interromper a linha de produção do Chutes e fazer Versa V-Drive durante os dias 16 e 17 de junho. Essa foi a segunda paralisação na fábrica Resende (RJ) só neste ano.

Se junta também à crise Honda, que precisou parar a produção em sua fábrica em Sumaré (PR), em fevereiro e março. Assim uma vez que a Renault, que suspendeu a fabricação em São José dos Pinhais (PR) por dois dias em fevereiro.

vendas
GM / Divulgação

Até 120 milénio veículos a menos no semestre

Tal uma vez que noticiamos no Jornal do carro, uma Anfavea, representante das montadoras no Brasil, estima que as escolha de produzir 120 milénio unidades no primeiro semestre por justificação da falta de chips. A crise atinge todo o setor, mas algumas marcas estão sofrendo mais.

É o caso da General Motors, que é, definitivamente, uma montadora mais afetada pela escassez de semicondutores. A linha de produção da GM em Gravataí (RS), onde são feitos o Novo Onix e o sedã Onix Plus, está paragem desde março. E assim seguirá até, no mínimo, 19 de agosto.

About Desentupidoras JP

Check Also

Sesc e Senac São José dos Pinhais pegos empresários em referência ao Mês do Mercador

Encontro realizado em referência ao Mês do Mercador pelas unidades Entre os dias 28 e …

Call Now Button